Segundo André Luz, esta candidatura apresenta-se como “alternativa à liderança da freguesia de Porto Côvo”.

Candidata-se como “cara de um projeto democrático, que tem como objetivo criar novas oportunidades para a população de Porto Covo, querendo recuperar tradições e a identidade da aldeia, projetando-a para o futuro, de uma forma pensada, planeada, estruturada, sustentável e com todo o respeito pelos equilíbrios urbanísticos, sociais e ambientais da região”.

 “Num projeto que está a maturar há alguns anos, com génese num conjunto de amigos na principal artéria da aldeia, surge um projeto composto por gentes independentes com um enorme amor por Porto Covo”.

A equipa caracteriza-se pela sua “homogeneidade, contando com elementos das várias idades e quadrantes da vida social e profissional da freguesia de Porto Covo”.

O projeto é encabeçado por André Luz, independente, 35 anos e natural de Porto Covo. Formado em Jornalismo e Comunicação, é conhecido na aldeia pela sua ligação ao associativismo do concelho de Sines, nomeadamente aos Bombeiros Voluntários. É atualmente Técnico Superior de Segurança no Trabalho, desempenhando funções nas várias empresas que compõem o complexo industrial de Sines.

Embora tratando-se de um Projeto composto por elementos independentes, este movimento conta com o apoio autárquico da coligação PSD-CDS.