O projeto, apresentado pelo Delegado Regional do Alentejo do IEFP, Arnaldo Frade, está orçado em vários milhões de euros e irá desenvolver-se nas antigas instalações do Instituto Superior de Estudos Interculturais e Transdisciplinares de Santo André, do Instituto Piaget. O objetivo é criar uma das maiores e mais relevante unidade do IEFP a nível nacional.

Álvaro Beijinha explicou que “este é um processo que a Câmara Municipal tem vindo a acompanhar, tendo em consideração que o polo universitário que ali existia encerrou e que surgiu o interesse do IEFP em adquirir, ao Instituto Piaget, as instalações para criar aí um grande centro de formação, que o Alentejo Litoral não tem.”

A Câmara Municipal “obviamente que é parte integrante neste processo por ser a entidade gestora do terreno, que foi cedido em direito de superfície ao Instituto.” No decorrer do processo, “foi já viabilizada a transferência da cedência do terreno para o IEFP e, naturalmente, que vemos com grande satisfação este projeto.”

Segundo o que foi transmitido ao Presidente da Câmara Municipal o objetivo do IEFP passa por aproveitar os edifícios existentes e, simultaneamente, construir novas instalações para dar resposta às necessidades de formação em variadas áreas.

“Segundo o Delegado Regional do Alentejo do IEFP, este centro de formação será o mais moderno e com melhores condições a nível nacional, servirá toda a população do Alentejo Litoral e representará um investimento muito significativo”, esclareceu Álvaro Beijinha. Os responsáveis do IEFP avançaram que o projeto terá já financiamento assegurado no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência.

O Autarca concluiu que “esta resposta formativa terá reflexo nos níveis de empregabilidade da população não só do nosso Concelho como de toda a região, o que será positivo se considerarmos os investimentos anunciados para o complexo industrial e petroquímico de Sines, assim como para a área do turismo e serviços, cujo impacto, pela sua dimensão, vai estender-se a todo o Alentejo Litoral”.

O Centro de Formação do IEFP atualmente funciona na Quinta da Boavista, em Santiago do Cacém, mas depois da construção e remodelação destas instalações, em Vila Nova de Santo André, irá ficar com os cursos de formação na área agrícola.